Apresentação

Caros Colegas,

A Associação Portuguesa de Patologia Dual (APPD), criada em 2009, tem, ao longo destes 9 anos, organizado multiplos eventos cientificos (7 congressos, multiplos workshops, várias formações), bem como participado em multiplos eventos nacionais e internacionais, publicou um livro e participou na tradução e divulgação do Decálogo de Patologia Dual. Ao longo destes 9 anos o nosso objectivo foi divulgar e aprofundar os conhecimentos cientificos sobre o funcionamento cerebral, bem como as alterações associadas à doença mental e adicções, que se têm desenvolvido desde o final do século passado, bem como, as novas propostas de abordagem, tratamento e recuperação para os doentes com patologia dual discutidas e desenvolvidas pelo mundo fora.

Consideramos que esta missão está cumprida. Em Portugal profissionais, doentes, familias, técnicos e público conhecem hoje o conceito de Patologia Dual, bem como a mudança de paradigma que este conceito implica, ao assumir que as adições são uma doença do cérebro, que deve ser tratada de forma adequada e de acordo com as evidências científicas, combatendo o estigma associado aos conceitos e práticas do século passado.

Doravante a APPD enfrenta novos desafios. O primeiro é participar activamente na investigação e estimular a implementação de metodologias de tratamento, reabilitação e recuperação, empenhando-se junto dos decisores e entidades responsáveis.  O segundo é integrar activamente os movimentos profissionais mundiais, participando no desenvolvimento duma nova psiquiatria, mais integrativa, mais humanista, colocando o doente, a sua funcionalidade, bem estar e felicidade, no centro das preocupações.

Face aos novos desafios, a APPD está a organizar os ENCONTROS DE PATOLOGIA DUAL, este ano a decorrer em Coimbra, Hotel Tryp, no dia 25 de janeiro 2019, com a discussão de temas fraturantes na sociedade como a legalização do uso da cannabis para uso médico, tratamento, reabilitação e integração do doente dual. No dia 26 teremos uma formação em Terapêutica Opióide.

Contamos com a presença de todos, contribuindo com os diferentes saberes e opiniões, por forma a enriquecer a forma como enfrentamos os novos desafios.

Até dia 25 de janeiro 2019, em Coimbra

A Presidente da APPD